A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro!.... Platão!..... ..
Código: Aproveite o dia de hoje, viva-o com entusiasmo, alegria e humildade. Você é especial aos olhos de Deus e aos olhos de todos aqueles que lhe amam. Que Deus derrame o seu amor sobre você. !

Não encontrou, procure aqui

12 de set de 2010

Depois dos 50, memória das mulheres é melhor que a dos homens, aponta estudo

Depois dos 50, memória das mulheres é melhor que a dos homens, aponta estudo

Na terceira idade, os homens têm uma redução muito maior de atividades do que as mulheres
Uma nova pesquisa britânica sugere que a memória das mulheres é superior a dos homens após os 50 anos. O sexo feminino apresentou melhores resultados em testes realizados no Instituto de Educação da Universidade de Londres, que envolveu mais de 9.600 homens e mulheres de meia-idade.

Nos exames de memória, elas obtiveram notas 5% e 8% mais altas do que as dos homens. Elas também foram mais rápidas em um terceiro teste que exigiu localizar siglas espalhadas em uma página preenchida com letras aleatórias. No entanto, as mulheres também cometeram mais erros do que os homens.
O estudo avaliou também a relação que hábitos como exercícios, dieta, tabagismo, alcoolismo e depressão tiveram sobre suas habilidades mentais. Os participantes, membros da National Child Development Study (NCDS), são avaliados por pesquisadores desde a infância. As análises iniciais demonstraram que aqueles que se exercitavam pelo menos uma vez por mês apresentaram um melhor desempenho em todos os testes.
Homens tendem a ser mais inativos
O geriatra João Senger, Presidente da Associação Brasileira de Neuropsiquiatria Geriátrica, explica que é preciso ter cautela com os resultados, já que se trata de uma pesquisa isolada. Porém, os dados podem estar relacionados ao fato de que, normalmente, na terceira idade, os homens têm uma redução muito maior de atividades do que as mulheres.
— Depois de aposentados, os homens ficam muito mais inativos do que as mulheres. Elas praticamente não se aposentam, porque, mesmo parando de trabalhar, continuam com as tarefas de casa, continuam cozinhando, fazendo compras no supermercado. Isso mantém a mente mais ativa — explica Senger.
— Assim como outros músculos do corpo, o cérebro também precisa ser exercitado.
Apesar disso, a pesquisa causa espanto. Segundo o geriatra, entre as mulheres o mal de alzheimer têm incidência até duas vezes maior do que entre os homens.
— Essas coisas em medicina é preciso ter muita cautela. Possivelmente vai aparecer outras pesquisas que podem até mostrar o contrário. Temos que avaliar que neste caso não foram levados em conta doenças de alzheimer e demência. O foco foi só a memória.
:: Leia mais sobre o assunto:
Exercitar a mente evita doenças decorrentes do envelhecimento do cérebro
A receita do envelhecimento saudável do cérebro:
1 FUJA DO ESTRESSE
O estresse é um peso que não pode ser carregado por muito tempo. De acordo com o geriatra João Senger, o cortisol, hormônio do estresse, produzido em excesso no organismo dos estressados, provoca alterações nocivas para o corpo, podendo atrofiar o hipocampo, a área do cérebro ligado à memória.
— Quem mantém o estresse crônico pode ter problemas de memória no futuro — avisa.
2 APRENDA COISAS NOVAS
O cérebro pode "abatumar" se ficar sempre executando as mesmas e conhecidas funções. Ao envelhecer, o cérebro começa a se desequilibrar. O lado encarregado de colocar em marcha tarefas já aprendidas e consolidadas se desenvolve mais, enquanto a área responsável pelo novo aprendizado acaba sem uso. Aprender novas línguas ou descobrir o mundo dos computadores é muito melhor para a cabeça do que ficar assistindo à TV.
3 EXERCITE-SE E ALIMENTE-SE BEM
Praticar exercícios físicos e se alimentar corretamente também influenciam o cérebro. Um estudo americano publicado em abril, a partir da avaliação de 2.148 voluntários com mais de 65 anos, atestou que a Dieta do Mediterrâneo — baseada ema peixes, frutas e verduras — baixou em 28% o risco de demência e acidente vascular cerebral.
4 MANTENHA AMIGOS E UM COMPANHEIRO
Com o passar dos anos, é preciso aprender a conviver com as perdas. Amigos vêm e vão, os filhos crescem e saem de casa e, às vezes, não é possível chegar a uma idade avançada junto da companheira ou do companheiro. De acordo com o geriatra João Senger, estudos apontam que quem vive sozinho fica mais suscetível a desenvolver depressão e de ficar doente:
— O homem não foi fero eito para ser ermitão. Manter uma rede social é importante. A solidão pode acarretar problemas de alimentação, que carregam outros fatores prejudiciais. Senger lembra que outros estudos sustentam que as pessoas que mantêm um parceiro vivem mais e produzem atividades cerebrais melhores.



Zero Hora



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.